Categories
ComoFazer

Guarda-roupas

Outro dia vi um pedido num grupo de Maquiné: “alguém sabe de um marceneiro pra fazer um guarda-roupas?” Eu não conhecia, mas bem que poderia tentar fazê-lo. E me ofereci.

A galera do Amó e eu combinamos valores (sem valor; eita! e agora?), gasolina (ida e volta de Rolante), comida (todas as refeições) e data. O material, decidiram usar pinus tratado (tábuas de 2,7m por 20cm, de 2mm de espessura). Algo que facilitou bastante foi já terem um par de portas. Assim, o projeto seria adaptado ao tamanho delas. O guarda-roupas ficou com 2m de altura por 1,20m da largura e 40cm de fundo. Para o forro, usamos aqueles forrinhos de pinus comum nas madeireiras.

Amó, Lugar de Bem Viver

O AMÓ é um espaço cultural de arte e sustentabilidade, situado entre as margens do Rio Maquiné e a Reserva Biológica da Serra Geral. O espaço se propõe a investir em pesquisa e criação artística, produção de eventos culturais, assim como a promoção de cultura agroecológica e economia solidária.

Nessa minha “carreira” de marceneiro itinerante, sempre preciso de lugar pra ficar. Lá no Amó, tive a oportunidade de usar a casa de visitantes, com seu capricho nos detalhes e uma vista incrível da linha Pinheiro de Maquiné.

Trabalhei por um dia e meio. Uma manhã para conceber e prever os passos da construção. Uma tarde para ajeitar as madeiras, cortar e verificar o projeto. E mais uma manhã para finalizar e consertar tudo que não tinha conseguido prever.

Eis a vista da casinha onde fiquei:

Categories
ComoFazer

Bancada para oficina

Logo que cheguei em Rolante, precisava de uma bancada de trabalho. Inclusive já tinha algo para consertar: um motor estacionário à gasolina usado no triturador. Como meu projeto principal nesse momento é a compostagem usando material da floresta, ter esse motor funcionando era essencial.

Lembrei de um livro antigo onde havia um projeto de bancada e fui lá dar uma olhada para tirar inspiração. E foi muito útil. Deixo abaixo a referência e um resumo das dicas que estão no livro.

How to make woodwork tools, de Charles H. Hayward.

  • Uma bancada precisa ser sólida. Ao tabalhar com peso e dando pancadas, ela vai tentar torcer e tombar.
  • Use madeira dura e faça junções justas.
  • Use “caibros” (peças de seção retangular posicionada na vertical) para fazer a base onde o tampo será apoiado. Eles evitarão que as tábuas do tampo enverguem, assim como darão firmeza às pernas da bancada.
  • Evite colocar gavetas ou prateleiras embaixo da bancada. A maioria dos trabalhos na parte de cima vão chacoalhar a mesa e bagunçar tudo. Além disso, pode ser necessário prender alguma ferramenta à bancada. Dependendo da posição de uma gaveta, ela pode atrapalhar.
  • Evite fixar a bancada. Movê-la vai lhe permitir trabalhar com peças grandes.
  • Num dos lados, faça o tampo coincidir com a lateral da base para poder montar uma morsa.
  • Sugestões de tamanho. Comprimento mínimo: 1,5m. Largura: 55cm. Altura: 80cm. Espessura do tampo: 5cm.

A maioria dessas recomendações consegui seguir. Apenas uma, que é muito importante, ficou de fora: a madeira dura. Como tem muito pinus dando sopa aqui no terreno, “usei o que tinha”. Para o tampo e as juntas da base, usei eucalipto.

Na minha pouca experiência, arrematar as juntas com pregos é melhor que parafuso. No final, a qualidade do encaixe é que vai segurar o tranco.

Abaixo está o processo de construção.

Categories
ComoFazer

Cavalete para corte

No sítio onde estou agora, tem muitos troncos de pinus jogado pelo terreno, rejeitados pelo pessoal da madeireira. Estou aproveitando para fazer esteios e caibros que serão usados para construir minha primeira composteira de médio porte (em breve postarei mais sobre isso :).

O trabalho é feito com a motosserra e aproveitei para construir uns pequenos cavaletes com a altura ideal para o meu corpo. Como é um trabalho repetitivo e longo, tudo que der para melhorar ajuda muito.

Categories
ComoFazer

Pilão de madeira

Em breve, vamos fazer uma carijada aqui em Rolante-RS, ou seja, a preparação de erva-mate usando o método tradicional guarani, e estamos preparando as coisa: serras para poda, escada, transporte, lenha, lugar para pendurar a erva e, por fim, um pilão para moê-la. Como havia um grande tronco de loureiro dando sopa, um amigo se animou de esculpir o pilão com a motosserra. A finalização ele fez com uma lixa na esmirilhadeira.

Categories
Uncategorized

Tábua pra corte

A uva do japão (Hovenia dulcis) é uma árvore exótica e invasora que tem muito em Maquiné (RS). De porte médio, costuma ter uns 10-15 metros, suas flores são melíferas, os frutos doces dizem que dá para fazer açucar mascavo e refri caseiro. Apesar de ela se multiplicar rapidamente e tomar conta de certas áreas, ameaçando a flora local, sua madeira é muito boa: já usei para constuir minha casa (esteios e linhas roliços ou caibros e tábuas retangurales), pra fazer bancos e para lenha.

Agora foi a vez de ir para a cozinha!

Fiz uma tábua de corte bem simples para experimentar. Ainda estou descobrindo como ela se comporta com a plaina e a tupia.