Categories
ComoFazer

Suco de planta fermentado

Esta é uma tradução do artigo Natural Agriculture: Fermented Plant Juice, do site Pure KNF.org. Ele fala sobre um dos preparados da Agricultural Natural Coreana que é usado para estimular o crescimento das plantas. É o mesmo processo que está descrito no vídeo Bambu Biol para extração dos hormônios auxina e giberilina de brotos de bambu. Vale muito dar uma olhada nos outros vídeos do canal Bombeiros Agroecológicos.


Agricultura Natural:
Suco de planta fermentado

Sherri A. Miller1, David M. Ikeda1, Eric Weinert, Jr.1, Kim C.S. Chang1, Joseph M. McGinn1, Cheyanne Keliihoomalu2, and Michael W. DuPonte2

Ano da publicação: 2013

1Cho Global Natural Farming Hawai‘i, Hilo, HI

2College of Tropical Agriculture and Human Resources, Cooperative Extension Service, Hilo, HI

Introdução

O Havaí é altamente dependente de alimentos importados para alimentar seus residentes e visitantes; além disso, a produção agrícola convencional no estado também depende de insumos importados (ração, fertilizantes, composto, pesticidas). Para que o Havaí possa avançar em direção à autossuficiência alimentar, a dependência de alimentos importados e insumos agrícolas deve ser reduzida, ao mesmo tempo que aumenta a produção de alimentos utilizando insumos locais disponíveis e econômicos. Os agricultores do Havaí não podem continuar em seu curso atual sem graves repercussões para sua sustentabilidade, tanto econômica quanto ambientalmente. Sistemas alternativos de produção agrícola adaptados aos subtrópicos, incluindo métodos orgânicos e de permacultura, têm obtido diferentes níveis de sucesso.

A Agricultura Natural Coreana (Korean Natural Farming – KNF) é um sistema sustentável desenvolvido pelo Mestre Han Kyu Cho do Instituto de Agricultura Natural Janong, na Coreia do Sul, com base em gerações de métodos agrícolas sustentáveis praticados no Japão, China e Coreia. O KNF otimiza a produção de plantas ou animais através de métodos agrícolas que mantêm um equilíbrio entre entrada e saída de nutrientes, assim minimizando quaisquer efeitos prejudiciais no meio ambiente. O equilíbrio é mantido ao encorajar o crescimento de microrganismos indígenas naturalmente presentes (IMO), que por sua vez produzem nutrientes que são utilizados na produção de culturas e animais. Virtualmente todos os insumos utilizados no KNF, em comparação com os utilizados em práticas agrícolas convencionais, estão disponíveis localmente a uma fração do custo de rações, compostos e fertilizantes importados.

Figura 1: A erva angélica jovem e em crescimento vigoroso é uma boa escolha para fazer FPJ no Havaí.

O cultivo de IMO foi abordado em uma publicação anterior (Park e DuPonte 2008). Este boletim abrange a preparação de outro insumo do KNF, o suco de planta fermentado (fermented plant juice – FPJ).

O que é o suco de planta fermentado?

O FPJ é utilizado em soluções para tratamento de sementes e solo, bem como na nutrição das plantas. Consiste nos brotos jovens de plantas crescendo vigorosamente, que são deixados fermentar por aproximadamente 7 dias com a ajuda de açúcar mascavo. O açúcar mascavo extrai os sucos do material vegetal por meio de osmose e também serve como fonte de alimento para os micróbios que realizam o processo de fermentação. O álcool fraco produzido durante a fermentação extrai clorofila (solúvel em etanol) e outros componentes da planta. É não tóxico e comestível.

O que afeta a quantidade e a qualidade do FPJ?

O requisito mais importante ao selecionar plantas para fazer FPJ é usar as pontas de crescimento de espécies de plantas de crescimento rápido. Flores, botões de flores e frutas imaturas também podem ser usados. Partes de plantas duras ou lenhosas darão pouco ou nenhum suco de planta. As plantas devem estar crescendo vigorosamente no momento da colheita. As partes da planta devem ser colhidas enquanto estão no modo de respiração (antes do amanhecer) e não no modo fotossintético (durante o dia), devido aos efeitos que esses processos têm na química da planta. Evite coletar partes de plantas durante ou após a chuva (idealmente, espere dois dias ensolarados após a chuva parar) e não enxágue as partes coletadas, para preservar suas populações microbianas de superfície (bactérias produtoras de ácido lático e leveduras), que realizarão o processo de fermentação. Baixos níveis desses microrganismos resultarão em fermentação inadequada e/ou baixos rendimentos de suco de planta.

Que tipos de plantas podem ser usadas para fazer FPJ?

As plantas devem ser vigorosas, de crescimento rápido e saudáveis. Na Coreia, as plantas mais comumente usadas são artemísia (Artemisia vulgaris) e agrião asiático (Oenanthe javanica). Outras escolhas ideais cultivadas localmente incluem, mas não se limitam a, beldroega (Portulaca ou caruru), agrião, angélica, brotos de bambu, vinhas de batata-doce, feijões, abóbora e algas marinhas. As práticas da KNF enfatizam o uso do que está disponível. Não use plantas venenosas; em caso de dúvida, identifique as plantas através do serviço de extensão local.

Tabela 1: Plantas comumente usadas para fazer suco de planta fermentado (FPJ) no Havaí.

Nome comumNome científicoParte da planta
AngelicaAngelica sp.Pontas de crescimento
BambusVários gênerosPontas de crescimento
FeijõesVários gênerosPontas de crescimento
Agrião asiáticoOenanthe javanicaPontas de crescimento
ArtemísiaArtemisia vulgarisPontas de crescimento
NoniMorida citrifoliaFruta verde
BeldroegaPortulaca oleraceaPontas de crescimento
Algas marinhasVários gênerosPontas de crescimento
Pontas da abóboraCucurbita spp.Pontas de crescimento
Pontas da batata-doceIpomoea batatasPontas de crescimento
AgriãoNasturtium officinalePontas de crescimento

Qual é o melhor momento para fazer FPJ?

O FPJ pode ser feito durante todo o ano no Havaí. Em climas temperados, o FPJ geralmente é feito durante os meses mais quentes, quando o crescimento das plantas é vigoroso e as pontas de crescimento são abundantes.

Preparo do Suco de Planta Fermentado (FPJ)

Passo 1. Coletar material vegetal

Antes do amanhecer, colete as pontas de crescimento rápido (2 a 3 polegadas de comprimento) das plantas; para plantas com hastes mais longas, como batata-doce, podem ser coletadas pedaços mais longos. Evite coletar durante ou após a chuva.

Passo 2. Cortar e pesar o material vegetal

Não enxágue as partes coletadas, para conservar os microrganismos de superfície. Registre o peso do material vegetal. Corte as pontas dos brotos em pedaços de 2 a 3 polegadas (Figura 2). Pese as partes da planta antes ou depois do corte, o que for mais fácil.

Figura 2: Corte o material vegetal em pedaços de 5 a 7,5 centímetros de comprimento.


Passo 3. Adicionar açúcar mascavo

Pese uma quantidade de açúcar mascavo igual ao peso do material vegetal e misture em uma tigela ou panela grande. Cubra o máximo possível da superfície do material vegetal com açúcar para acelerar o processo osmótico e extrair os sucos da planta (Figura 3).

Figura 3: Adicione o mesmo peso de açúcar mascavo ao material vegetal cortado.

Passo 4. Guarde a mistura de material vegetal e açúcar mascavo em um recipiente

Selecione um recipiente de vidro transparente ou plástico de polietileno (PE) para alimentos (não é necessário tampa). Não use metal, que reagirá com a solução. Encha o recipiente de forma apertada com a mistura de material vegetal e açúcar mascavo até ficar cheio (Figura 4). Cubra a boca do recipiente com um material respirável, como musselina, gaze pesada ou uma toalha, para permitir a troca de ar. Prenda a cobertura (com barbante, elásticos, etc.) para manter insetos e outros contaminantes fora (Figura 5). Papel toalha pode ser usado, mas deve ser substituído se ficar molhado ou rasgado. Armazene o recipiente coberto em uma área bem ventilada, longe da luz artificial ou natural e do calor ou frio extremo. Não refrigere.

Figura 4: Coloque o material vegetal e o açúcar mascavo em um recipiente até que esteja cheio.
Figura 5: Coloque uma tampa respirável sobre a boca do recipiente e armazene em um local fresco.

Passo 5. Verificar o recipiente após 24 horas e ajustar o volume se necessário

Para que o processo de fermentação ocorra adequadamente, o volume da mistura de material vegetal e açúcar mascavo deve se estabilizar em 2/3 do recipiente após 24 horas. Se o recipiente estiver muito cheio, os micróbios não terão ar suficiente para fermentar adequadamente. Remova parte do material vegetal até que o recipiente não ultrapasse 2/3 do seu preenchimento. Se o recipiente estiver com menos de 2/3 de sua capacidade, adicione mais da mistura para evitar o crescimento de mofo. Nem todas as plantas se estabilizam da mesma forma, então é importante verificar e ajustar o volume após as primeiras 24 horas.

Passo 6. Deixar o conteúdo fermentar sem perturbações

O processo de fermentação depende da temperatura ambiente. O clima mais quente e úmido do Havaí acelera a fermentação (3 a 5 dias), enquanto períodos frios ou gelados retardam o processo. Você saberá que a fermentação está ocorrendo quando bolhas começarem a se formar, o que normalmente ocorre no segundo dia. Idealmente, a fermentação não deve levar mais do que 7 dias, pois a qualidade do FPJ parece diminuir depois disso. A fermentação está completa quando 1) o material vegetal flutua e o líquido se estabiliza no fundo (observe: se muito açúcar mascavo foi usado, essa separação não é distinta); 2) há um leve cheiro de álcool devido à decomposição da clorofila; e 3) o líquido tem sabor doce, não amargo.

Passo 7. Separar o líquido dos sólidos

Após a fermentação ser concluída (3 a 7 dias), separe o material vegetal do líquido usando um escorredor ou peneira. O material vegetal restante pode ser usado como ração animal ou adicionado ao composto misto (outro insumo conhecido como IMO#5). O líquido é o Suco de Planta Fermentado (FPJ), que pode ser usado imediatamente ou armazenado em um recipiente coberto levemente.

Passo 8. Armazenar o FPJ corretamente

Transfira o FPJ para um recipiente de vidro ou plástico de polietileno (PE) para alimentos. Os microrganismos na solução estão vivos e continuam a produzir gases. A tampa deve ser mantida frouxa ou o recipiente pode explodir. Como todos os insumos de Agricultura Natural Coreana, cada lote de KNF deve ser armazenado separadamente. Eles devem ser combinados apenas quando uma solução está sendo preparada para uso imediato. Para armazenamento de longo prazo, adicione uma quantidade igual de açúcar mascavo por peso ao FPJ para evitar que ele azede.

Como o FPJ É Usado nas Plantas?

O FPJ é diluído em água e aplicado como um tratamento de solo ou aplicação foliar diretamente nas plantas. Tradicionalmente, o material vegetal usado no processo de fermentação produz FPJ para fases específicas do crescimento das plantas. Geralmente, use FPJ feito a partir de material vegetal na mesma fase de crescimento (vegetativa ou reprodutiva) das plantas que serão tratadas.

  • FPJ feito de agrião, artemísia ou brotos de bambu é aplicado desde a germinação até as fases iniciais do crescimento das plantas.
  • FPJ feito de araruta ou brotos de bambu é aplicado em culturas de crescimento vegetativo (folhosas) que precisam de nitrogênio (N).
  • FPJ feito de frutas verdes (não maduras) é aplicado em plantas que estão começando a desenvolver brotos de flores e precisam de fósforo (P).
  • Uma vez que as plantas atinjam a fase reprodutiva (floração e frutificação), elas requerem muito cálcio (Ca). O FPJ feito de plantas ricas em cálcio ou FPJ que foi armazenado por mais de um ano é aplicado nesta fase.

Preparando e Aplicando FPJ

Dilua o FPJ com água

É melhor usar uma mistura de FPJ antigo e recém-feito em suas soluções. O FPJ geralmente é usado em uma concentração de 1 parte para 500 partes de água (1:500). Uma solução mais diluída é necessária (1:800 a 1:1.000) para evitar danos às plantas (queimaduras nas folhas) nos seguintes casos:

  • mais de três ingredientes (um “coquetel” de diferentes insumos aplicados de uma vez), ou
  • é aplicado durante o clima quente, ou
  • FPJ que foi armazenado por mais de um ano e, portanto, se tornou mais concentrado, está sendo usado.

Tabela 2: Preparação da Solução FPJ na proporção de 1:500.

Volume de ÁguaQuantidade de FPJ para a diluição de 1:500
Medidas de cozinhaMililitros (ml)
2 litros¾ colher de chá4,2
4 l1 e ½ colher de chá8,5
19 l2 e ½ colheres de sopa38
38 l5 colheres de sopa76
95 lUm pouco mais de ¾ de copo190
190 lUm pouco mais de 1 copo e 1/2380

Tabela 3: Preparação da Solução FPJ na proporção de 1:800.

Volume de ÁguaQuantidade de FPJ para a diluição de 1:800
Medidas de cozinhaMililitros (ml)
2 litros½ colher de chá2,6
4 l1 colher de chá5
19 l5 colheres de chá24
38 lUm pouco menos de ¼ copo47
95 l½ copo118
190 l1 copo237

Aplique o FPJ uma vez por semana no final da tarde, idealmente uma hora antes do pôr do sol

A solução pode ser regada nas plantas ou no solo, ou pode ser aplicada como um spray foliar. A solução de nutrientes é aplicada uma vez por semana e é ajustada à medida que a planta passa pelas fases do seu ciclo de vida e pelas fases vegetativa e reprodutiva.

Agradecimentos

Os autores gostariam de agradecer ao Dr. Russell Nagata, à Sra. Ruth Niino-DuPonte, ao Sr. Andrew Kawabata, ao Dr. Erik Cleveland e à Sra. Sharon Motomura, que serviram no comitê de revisão por pares.

Referência

Park, H. e M.W. DuPonte. 2008 (rev. 2010). Como cultivar microorganismos indígenas. BIO-9. Universidade do Havaí, Faculdade de Agricultura Tropical e Recursos Humanos, Honolulu, HI.